Items
0

CRIATIVIDADE COMO EXPRESSÃO GENUÍNA E INEVITÁVEL.

Luísa Rosas nasceu no seio de uma família do norte de Portugal com uma grande tradição na ourivesaria. O contacto com o mundo das jóias e com os instrumentos de trabalho dos ourives da oficina de então foram o prenúncio do seu espírito criativo. A área que estruturou a vocação de Luísa Rosas foi a arquitetura, profissão que exerce a par da criação de alta joalharia. É da simbiose destes dois universos que nasce a inspiração mas também o gosto pelas formas leves e pelo experimentalismo. Desenhar jóias não é apenas uma herança natural mas uma forma inevitável de encarar o mundo, na facilidade que tem em lidar com padrões, movimentos e texturas.
Uma capacidade criativa que se revelou decisiva na perspetiva muito pessoal de observar as formas que a natureza lhe inspira, racionalizando, simplificando, geometrizando e construindo peças de pura criatividade e expressão genuína.